Conteúdos Exclusivos!!!

Últimos Tweets da Tim!

Posts Recentes

Publicidade nos aplicativos

A publicidade nos aplicativos oferece risco ao celular?

Você já deve ter percebido que há publicidade nos aplicativos na grande maioria das ferramentas que oferece uso gratuito. Muitos usuários sequer se incomodam com as publicidades ou prestam atenção a elas, mas outros até mesmo interagem com elas.

Contudo, você deve se alertar a esse tipo de publicidade, pois segundo a empresa de segurança eletrônica Kaspersky, essas propagandas podem oferecer risco aos dados do usuário.

Nesse sentido, as baterias realmente oferecem algum perigo? Quais as situações em que elas podem apresentar comportamentos estranhos ou até mesmo explodir? É possível evitar isso? Confira essas e outras respostas abaixo e garanta a sua segurança e de seu telefone!

Publicidade nos aplicativos

DICA: Não adianta ter um bom celular se a internet não acompanha o desempenho! Conheça a TIM e contrate a melhor internet: maistim.com.br

Publicidade nos aplicativos pode oferecer risco à privacidade

Primeiramente, sejamos francos. Os aplicativos gratuitos não foram desenvolvidos (com raras exceções) para oferecer um serviço benevolente. Ou seja, a ferramenta obtém lucro de alguma forma e isso geralmente ocorre pelas propagandas que são contidas nela.

Quando um aplicativo é desenvolvido, o desenvolvedor soma a ele um pacote de publicidade que será responsável, futuramente, por lhe conceder lucro. Quando esse app passa a ser disponibilizado pela Google Play, o operador da publicidade é quem gere a propaganda e a forma como ela se dará.

Publicidade nos aplicativos

Ou seja, tanto o programador do aplicativo quanto a loja de apps não possuem qualquer tipo de gerência sobre como aquela publicidade vai interagir com o usuário ou o como ela está agindo.

Dessa maneira, existem alguns agentes mal intencionados que agem por meio dessa publicidade nos aplicativos para, então, coletar dados dos usuários que baixaram estas ferramentas.

Pesquisadores da FireEye que fizeram pesquisas sobre vários aplicativos e a forma como as propagandas nocivas agem deram a estas a alcunha de Vulna. Essa palavra advém da combinação, em inglês, das expressões “vulnerável” e “agressivo”.

Essas duas expressões, aliás, caracterizam a forma de ação dessas publicidades. Elas tornam os dados presentes nos celulares vulneráveis na medida em que possuem a capacidade de acessar mensagens de texto, histórico de chamadas e lista de contatos. Dessa maneira, elas podem acessar diversos dados sensíveis e particulares.

Segundo pesquisadores da Kaspersky, por outro lado, os motivos da possibilidade de ação desses agentes nocivos por meio de publicidades nos aplicativos diz respeito ao conjuntos de códigos que são utilizados. Eles, muitas vezes, não se utilizam de criptografia. Isso pode tornar os dados do usuário desprotegidos ao se conectar com servidores de internet.

Prejuízos da exposição de dados pela publicidade nos aplicativos

Existem diversos prejuízos que podem ser causados a um usuário que teve seus dados expostos e captados por usuários que atuam nocivamente por meio de publicidades presentes em aplicativos de celular.

Primeiramente, considere todos os dados particulares que você possui no seu celular. Para isso, é necessário considerar informações trocadas por meio de mensagens, lembretes na ferramenta e senhas salvas nos aplicativos.

São diversos os tipos de informações que atualmente são compartilhados por meio de celulares. Documentos particulares e até mesmo de natureza profissional, números de documentos, contas bancárias, senhas e até mesmo fotos íntimas podem ser alvo de agentes maliciosos que atuam na web.

Isso somente ressalta a importância da segurança do celular frente, inclusive, aos perigos que podem acompanhar a publicidade nos aplicativos.

Como evitar o uso nocivo de publicidade nos aplicativos

Primeiramente, busque sempre realizar o download de aplicativos considerados seguros.

Com freqüência a Google lança uma lista com aplicativos que foram banidos da Play Store, sua loja de apps que é utilizada por usuários Android. Dessa maneira, é interessante conferir essas listas e, caso encontre algum aplicativo considerado nocivo, desinstale-o imediatamente.

Outra medida importante é relativa às autorizações concedidas aos aplicativos. Geralmente ao se instalar uma ferramenta ela requer acesso a alguns tipos de pastas do seu celular. Nesse sentido, sempre considere a finalidade do aplicativo e a autorização que ele requer. Por exemplo, não há porque um app de culinária ter acesso à agenda de contatos, não é mesmo?

Analise, também, as autorizações já concedidas aos aplicativos e desautorize aquelas não condizentes à finalidade da ferramenta. Para isso, basta acessar as configurações do aparelho.

Por fim, outra medida importante na proteção do celular contra a publicidade nos aplicativos de cunho nocivo é manter os aplicativos e o sistema Android devidamente atualizados. Segundo a FireEye, o Google remove uma série aplicações que são consideradas abusivas, assim como programadores desenvolvem constantemente novas ferramentas de proteção.

Portanto, mantenha tanto seu sistema operacional quanto seus aplicativos devidamente atualizados, assim como preste atenção no funcionamento estranho do seu celular. Essas medidas são importantes para manter sua proteção e privacidade assim como de todos os dados e informações que estão presentes no seu telefone móvel.

Embora as propagandas contidas nos aplicativos possam oferecer algum tipo de perigo, este é minimizado quando as medidas de segurança são tomadas.